Língua
Região
Call us on +55 31 97121 3374
Login do cliente

The SRC Group

Reino Unido
Baixar folheto
Download
A SRC investe no crescimento sustentável com a CDE.

Tonelagem

135tph

Material

Resíduos de escavação, Reciclagem de resíduos de construção e demolição

Saída

2 Areias | 3 agregados dimensionados e 1 superdimensionado | Bolo Filtrado

End Use
Blocos de Concreto
Produção de Concreto
Produtos de Pavimentação
Pedra de drenagem
Areia Permeável
GRUPO SRC CONTINUA INVESTIMENTO EM SOLUÇÕES DE RECICLAGEM DE RESÍDUOS DE CDE C&D

Problema

Ao longo da última década, o SRC Group (SRC), uma empresa familiar independente, cresceu e tornou-se numa das principais fornecedoras de agregados do Reino Unido.

Com o rápido aumento da procura pelos seus agregados de qualidade, reiterada pelo compromisso de reforçar a economia circular, a SRC investiu numa nova unidade de reciclagem de resíduos de construção e demolição (C&D) de 135 tph.

Com sede em Essex, a SRC disponibiliza uma gama diversificada de materiais e serviços para a construção e projetos de engenharia civil de grande escala em todo o Reino Unido.

Inicialmente dedicada à construção de albufeiras agrícolas, a empresa, tal como a conhecemos hoje, foi criada em 2009 quando foi concedida uma autorização de planeamento para a construção da primeira pedreira da empresa, Crown Quarry, em Ardleigh, perto de Colchester.

Dois anos mais tarde, a SRC expandiu ainda mais as suas operações quando foi concedida uma autorização de planeamento para a construção da Highwood Quarry, em Great Dunmow, local que hoje em dia serve de sede da empresa.

Uma parceria confiável

Atualmente, a SRC opera a partir de sete locais diferentes, incluindo quatro pedreiras e três armazéns de resíduos para reciclagem.

A fomentar este rápido crescimento ao longo dos últimos 10 anos encontra-se uma parceria de confiança com a CDE, a empresa líder na indústria em tecnologias de processamento por via úmida, cujas soluções técnicas ajudaram a SRC a maximizar o lucro ao produzir areia e agregados lavados e graduados, potencializando a produção e o rendimento.

A mais recente unidade de reciclagem de resíduos C&D 135 tph da SRC na Martell’s Quarry, junto a Colchester, é o oitavo projeto que a CDE realiza para esta empresa processadora de materiais com sede em Essex.

Esta permitirá a SRC processar futuros materiais inertes e não perigosos provenientes das suas diversas áreas de negócio, a fim de maximizar a recuperação de areia e agregados reciclados de qualidade que possam ser devolvidos ao setor da construção local como uma alternativa rentável e sustentável em relação aos materiais virgens extraídos em pedreiras.

Crescimento sustentável

Oliver Rees, Diretor Executivo do SRC Group, afirma que a reciclagem é uma parte muito importante da empresa e irá ajudá-la a conseguir um futuro mais lucrativo e sustentável.

“Nos últimos 10 anos, o SRC Group, como se encontra hoje, cresceu de cinco colaboradores e uma pedreira para quatro pedreiras em funcionamento, três locais de reciclagem e emprega mais de 250 colaboradores. Estamos numa trajetória de rápido crescimento e continuamos a ver oportunidades para crescer no futuro. Vemos a reciclagem como algo que irá desempenhar um papel muito relevante no futuro da nossa empresa.”

À medida que a procura pela gama de produtos da SRC continua a aumentar, é necessário um produto alternativo sustentável que cumpra os requisitos específicos dos seus clientes na indústria de construção local.

“Estamos a registar aumentos significativos a cada seis meses nos volumes de material que estamos a mover. Prevemos que esta tendência crescente continue. À medida que crescemos, deixa de ser sustentável, tanto para nós enquanto empresa, como para o ambiente, manter os mesmos níveis de areia e produtos agregados extraídos da pedreira.”

Entre os serviços contratados oferecidos pela SRC encontram-se demolições, movimentação de terras e limpeza de locais para obras para projetos de engenharia civil em grande escala, os quais proporcionam um fluxo estável de resíduos de inertes para a empresa.

“Grande parte do nosso material provém da zona metropolitana de Londres e da Ânglia Oriental onde o espaço para aterros é limitado, portanto é essencial adotar uma abordagem circular e reparadora para satisfazer a procura do setor da construção local.”

“Existe a necessidade de areia e produtos agregados de qualidade obtidos localmente e existe igualmente uma afluência de resíduos significativa que pode ser canalizada para responder a esta necessidade. Precisávamos de uma solução que recuperasse os materiais dos resíduos provenientes das nossas restantes atividades comerciais, cumprindo os mais altos padrões de qualidade possível, de modo a que pudessem ser devolvidos ao mercado para serem utilizados em novas construções e infraestruturas.”

A parceira perfeita

A parceria entre a CDE, especialistas em, processamento por via úmida, e a SRC dura há mais de uma década. Em 2010, a SRC adquiriu a sua primeira solução da CDE composta por uma combinação de AggMax, EvoWash e AquaCycle que funciona na Elmstead Quarry, Colchester.

Desde então, as duas empresas têm trabalhado em estreita colaboração na concretização de oito projetos na rede de instalações da SRC.

David Kinloch, Diretor de Desenvolvimento de Negócios da CDE, Reino Unido e Irlanda, refere que a colaboração constitui a garantia para esta relação duradoura.

“A SRC é um dos nossos maiores clientes no mercado britânico. Trabalhamos em conjunto há muito tempo e, ao longo dos anos, ambas as empresas têm registado crescimento e desenvolvimento. É a abordagem da CDE em relação à criação conjunta juntamente com os nossos clientes que são o pilar da nossa relação e da parceria bem-sucedida com a SRC.”

“Trabalhando em parceria, compreendemos os requisitos do cliente desde o início e criamos em conjunto uma solução personalizada que responda diretamente aos seus objetivos comerciais e ambientais. Quando o projeto é entregue e entra em funcionamento nas instalações, a nossa relação prossegue através da nossa assistência sem paralelo.”

Rees acrescenta: “Investimos na CDE e, do mesmo modo, a CDE investiu em nós. Quando começámos a formalizar planos para o futuro da Martell’s Quarry, não havia qualquer dúvida de que queríamos que a CDE fizesse parte deste percurso. A unidade da CDE tem sido uma peça fundamental para o nosso sucesso até à data e irá continuar a desempenhar um papel importante no nosso futuro.”

Solução

Reforçado pela abordagem de criação conjunta da CDE e tendo em consideração os requisitos das instalações da SRC, e as suas metas e objetivos comerciais e ambientais, bem como a natureza variada de material de entrada, foi desenvolvida uma solução de processamento por via úmida para recuperar areia e produtos agregados comercializáveis que, de outra forma, teriam como destino um aterro.

A CDE propôs uma solução que consiste no crivo principal R4500, na lavadora portátil modular AggMax, EvoWash, AquaCycle e filtro prensa.

Os crivos primários da série R da CDE foram concebidos para maximizar a rentabilidade do produto a partir do material alimentado, crivando o material sobredimensionado no início do processo de forma a garantir uma entrega eficiente de material difícil na unidade d eprocessamento por via úmida e manter uma utilização ótima do equipamento de processamento.

Este material é, em seguida, transferido para o sistema de lavagem e classificação modular. A lavadora portátil standard da indústria, a tecnologia líder de mercado AggMax da CDE foi concebida para funcionar nas condições mais adversas para otimizar a rentabilidade do produto a partir das matérias-primas mais abrasivas. O seu design versátil inclui cinco processos num chassis único e compacto, incluindo pré-crivagem, depuração, dimensionamento, remoção de contaminantes e stocks.

A robusta AggMax pode processar resíduos de locais de construção, demolição e escavação complicados que contenham grandes quantidades de contaminantes físicos orgânicos e outros inertes em materiais de elevado valor, adequados a uma variedade de aplicações no setor da construção.

O material fino é processado pela tecnologia EvoWashTM exclusiva da CDE. A EvoWash, um sistema compacto e modular de lavagem de areia criva e separa a areia mais fina e a gravilha através de um crivo de escoamento de alta frequência, reservatório e hidrociclones que proporcionam um controlo inigualável dos pontos de corte de sedimentos e elimina a perda de materiais finos de qualidade com um valor comercial significativo.

Incorporando a tecnologia Infinity ScreenTM patenteada da CDE, a EvoWash proporciona resultados de secagem ótimos, o que permite que os processadores de materiais produzam ma gama de areias de alta qualidade, prontas a serem comercializadas de imediato.

Para além de ajudar a SCR a prolongar a vida útil das reservas da sua pedreira através da recuperação de areia e agregados reciclados de elevado valor a partir de resíduos de inertes, a solução da CDE em funcionamento na Martell’s Quarry também integra o tratamento de águas para minimizar a pegada ambiental da SRC.

A AquaCycleTM da CDE, uma unidade única, compacta e fácil de utilizar pode ser aplicada a tonelagens baixas e altas em diversos mercados. Ajuda a acelerar o retorno sobre o investimento maximizando a eficiência da produção, minimizando a perda de materiais finos valiosos e reduzindo os custos de água e energia. Enquanto alternativa à extração de água e ao processo dispendioso de bombear água para a unidade, a AquaCycle é uma solução de gestão de águas altamente eficiente que reduz significativamente os elevados custos do consumo de água garantindo que até 90% da água do processo é reciclada para recirculação imediata.

O sistema de gestão de águas utiliza um floculante para separar a água limpa das partículas sólidas, as quais formam uma lama e é seca na FilterPress, recuperando mais água para recirculação e criando um bolo de filtração seco que pode ser utilizado para fundações de tubagens e isolamento de aterros.

Consistência na alimentação

John Hilton, Diretor de Operações do SRC Group, afirma que a consistência dos materiais é um dos maiores desafios.

“O material recebido nunca é igual, portanto é necessário identificar o material e compreender qual será o seu comportamento à medida que avança no processo. A nossa mais recente unidade de processamento por via úmida na Martell’s Quarry tem estes desafios em conta e proporciona-nos a flexibilidade de ajustar a especificação da unidade, de modo a adequar-se ao material de alimentação recebido.”

Os resíduos de inertes recebidos provêm de uma variedade de atividades comerciais e projetos da SRC, incluindo demolições e movimentação de terras e podem variar quase diariamente. A tecnologia da CDE aceita uma vasta variedade de material de alimentação e oferece a flexibilidade de ajustar a especificação da unidade, incluindo, por exemplo, os pontos de corte de sedimentos variáveis da EvoWash, a fim de maximizar a recuperação do material e garantir que a unidade está a funcionar a um nível de utilização ideal, com o intuito de manter a consistência nos níveis de produção e de saída.

“Investimos na CDE e da mesma forma a CDE investiu em nós. Quando começamos a formalizar os planos para o futuro da Pedreira de Martell, não havia dúvida de que queríamos que a CDE fizesse parte dessa jornada. A planta CDE tem sido um componente essencial em nosso sucesso até o momento e continuará a desempenhar um papel importante em nosso futuro.”
Oliver Rees, Managing Director, SRC Group

Resultados

A nova unidade de reciclagem de resíduos 135 tph C&D da SRC na Martell’s Quarry representa o seu oitavo projeto com a CDE, parceira de processamento por via úmida. Trata-se do culminar de uma estreita relação profissional desenvolvida ao longo da última década entre duas empresas que procuram fazer progredir a economia circular e revelar o potencial dos recursos sustentáveis.

Com o apoio da tecnologia de processamento por via úmida da CDE, a SRC está atualmente a extrair areia e recursos agregados com significativo valor comercial significativo a partir da receção de fluxos de resíduos de inertes, gerando receita adicional para a empresa e desviando tonelagens significativas de aterros. Mais de 80% de todos os resíduos recebido podem agora ser processados e devolvidos ao mercado como areia e produtos agregados reciclados.

Auxiliada pela tecnologia da CDE, a SRC, nos seus três armazéns de resíduos para reciclagem, desvia atualmente até 800 000 toneladas por ano dos aterros.

O sistema de processamento por via úmida projetado por encomenda está a ajudar a SRC a transformar 135 tph de materiais em bruto em seis novos produtos.

Nossos Projetos